HUMANIZAÇÃO NA ASSISTÊNCIA EM ENFERMAGEM A MULHERES PUÉRPERAS EM SITUAÇÕES DE PÓS-ABORTAMENTO: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

  • Tatiana Maria da Silva Souza Faculdade de Integração do Sertão, Serra Talhada - PE, Brasil
  • Isaura Caroline Abrantes Silva Faculdade de Integração do Sertão, Serra Talhada - PE, Brasil
  • Luiza Marianna Vieira da Cruz Faculdade de Integração do Sertão, Serra Talhada - PE, Brasil
  • Anderson Barbosa de Araújo Faculdade de Integração do Sertão, Serra Talhada - PE, Brasil
  • Ednaldo Emílio Ferraz Faculdade de Integração do Sertão, Serra Talhada - PE, Brasil
  • Erlayne Beatriz Félix de Lima Silva Faculdade de Integração do Sertão, Serra Talhada - PE, Brasil
  • Camilla Vieira de Figueiredo Faculdade de Integração do Sertão, Serra Talhada - PE, Brasil
Palavras-chave: Humanização, Enfermagem, Puérperas, Aborto

Resumo

O objetivo geral do presente trabalho foi identificar a partir da literatura científica as ações que os profissionais de enfermagem brasileiros têm desempenhado para promover humanização na assistência a puérperas em situação de pós-abortamento. Tratou-se de uma revisão integrativa da literatura que considerou a busca por artigos nacionais, publicados em português nas bases de dados Scielo, Lilacs, Pesic e BDENF, utilizando os descritores Humanização AND Enfermagem AND Aborto. A pesquisa bibliográfica em questão considerou ao total a análise de sete artigos nacionais sobre o tema. Algumas das ações apontadas nessas produções foram: cuidado qualificado no que tange aos aspectos físico, psicológico e emocional da puérpera, assistência multiprofissional, gerência de leitos, orientações e encaminhamentos. De maneira geral, observou-se que as ações enfatizaram em maior medida o processo de abortamento, resumindo o acolhimento a uma assistência sem julgamento. Estima-se que a busca de ferramentas, como a elaboração de um protocolo que possa ser utilizado pelos profissionais de saúde, pode ser útil para prestar um atendimento mais humanizado às mulheres puérperas que estão vivenciando um sofrimento físico e psicológico decorrente da situação de pós-abortamento. Apesar disso, embora a utilização desse protocolo seja recomendada, é importante que os profissionais entendam que os seus procedimentos não são o foco principal da assistência e que o foco deve ser fornecer atendimento integral à mãe. Confia-se que o presente estudo apresenta um panorama importante que pode subsidiar reflexões críticas sobre a efetivação do plano de assistência à humanização em saúde e sobre o papel dos enfermeiros e de outros profissionais diante dessa demanda.

Publicado
2022-06-30
Como Citar
1.
da Silva Souza TM, Abrantes Silva IC, Vieira da Cruz LM, Barbosa de Araújo A, Ferraz EE, Félix de Lima Silva EB, Vieira de Figueiredo C. HUMANIZAÇÃO NA ASSISTÊNCIA EM ENFERMAGEM A MULHERES PUÉRPERAS EM SITUAÇÕES DE PÓS-ABORTAMENTO: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. RMS [Internet]. 30º de junho de 2022 [citado 4º de outubro de 2022];4(2):200-8. Disponível em: https://revistamultisert1.websiteseguro.com/index.php/revista/article/view/417